Notícias

Faro já dispõe da certificação de Estação Náutica

Esta certificação, atribuída pela Associação Fórum Oceano, é um passo importante para afirmar Faro como Destino Náutico, organizar a oferta em torno desta temática, potenciar recursos e equipamentos e criar experiências diversificadas.

Estas experiências podem incluir iniciativas públicas, associativas e empresariais. Para o visitante a principal vantagem deverá ser a garantia de qualidade do produto turístico e dos serviços prestados, bem como apoio informativo e a reserva de alojamento e serviços

Ao nível económico, existem no concelho de Faro um conjunto de atividades relacionadas com a náutica. Segundo o Racius – Portal de Informação Empresarial, os setores com maior expressividade são as Agências de viagens e operadores turísticos (CAE 791) que em Faro representam 17% da oferta deste setor na região (63 empresas num total de 381) e as empresas de Animação turística (CAE 93293) que representam 13% da oferta regional (16 empresas num total de 123).

Por outro lado, em termos de áreas de negócio a explorar, destaca-se a Reparação, manutenção de embarcações (CAE 33150) com 3 empresas sediadas em Faro que representam 6% da oferta regional e os Transportes Marítimos de passageiros (CAE 5010), também com 3 empresas que representam 4% do total da região. A Construção Naval (CAE 301) e o Aluguer de Barcos (CAE 77340) são outros setores com pouca expressividade no concelho.

O desenvolvimento da Estação Náutica e o surgimento de novos investimentos será uma forma de consolidar a rede empresarial já existente e um forte incentivo para novas áreas de negócio. A certificação obtida prevê ainda a promoção turística junto dos principais mercados
emissores, a criação de uma agenda de eventos subordinada a esta temática e a formação dos agentes envolvidos.

A Estação Náutica de Faro conta com mais de 40 entidades parceiras públicas e privadas. O município criou uma página no site institucional com toda a informação referente às condições e infraestruturas existentes na cidade, bem como a indicação e contactos de todos os parceiros públicos e privados aderentes.

Texto: Davide Alpestana

About the author

Notícias Relacionadas